Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Notícias Programa de Modernização da Cultura do Algodão vai receber investimento de R$1,8 milhão
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Programa de Modernização da Cultura do Algodão vai receber investimento de R$1,8 milhão PDF Imprimir E-mail
Ter, 13 de Março de 2018 08:28

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa), irá investir R$ 1,8 milhão no Programa de Modernização da Cultura do Algodão. A introdução de novas tecnologias, objetivando a geração de emprego e renda no meio rural, é a base do projeto. Nesta segunda-feira (12) o secretário Euvaldo Bringel se reuniu com representantes dos órgãos envolvidos para discutirem o andamento do Programa. Estavam presentes no encontro o presidente da FAEC, Flávio Saboya; o coordenador técnico do SENAR/CE, Eduardo Queiroz de Carneiro; o pesquisador da Embrapa, Raimundo Braga Sobrinho; o presidente do Sindialgodão, Airton Carneiro; e os técnicos da Seapa, Hélio Chaves e Osvaldo Segundo.

O Programa será executado pela Seapa, em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (FAEC) e Embrapa. O documento estabelece critérios e estratégias de ações diferenciadas para a seleção e inclusão dos municípios produtores de algodão entre os anos de 2018 e 2022. Par este ano o Governo do Ceará irá aportar o montante em uma experiência piloto com assistência técnica exclusiva e intensiva. Serão atendidos produtores de Quixadá, Quixeramobim e Senador Pompeu, municípios do Sertão Central que estão envolvidos na Fase I do Programa. “A ideia é que o Governo do Ceará dê todas as condições necessárias para que possamos estimular a alta produtividade do algodão”, reforçou o secretário.

Programa de Modernização da Cultura do Algodão

O Programa prevê a capacitação de técnicos e produtores em novas tecnologias de produção de algodão herbáceo; capacitação de técnicos e produtores com foco na gestão de propriedade rural; seleção de áreas e produtores para instalação de Unidades Técnicas Demonstrativas (UTD's); realização de visitas técnicas e encontros com produtores; estímulo a expansão da áreas plantada; introdução de máquinas colheitadeiras de pequeno porte em substituição à colheita manual e criação da Câmara Setorial do Algodão.

O projeto será executado de acordo com as fases estabelecidas: FASE I, II, III, IV e V. Cada fase contempla a quantidade de produtores e necessidade de semente, às áreas de cultivo e os municípios que forem envolvidos do Programa. Para a FASE II, que deverá ser executada em 2019, está prevista a introdução de mais municípios do Sertão Central – Mombaça, Piquet Carneiro, Solonópole, Dep. Irapuan Pinheiro, Choró Limão e Milhã -; Centro Sul – Iguatu, Acopiara e Quixelô -; e Sertão de Canindé – Boa Viagem.

 

11.03.2018

Assessoria de Imprensa da Seapa

Julyana S Campos

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  / 85 3241.0561 - 98674.2701

 

Calendário

Junho 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30